UFF: Revista Contracampo n. 23

Editorial PDF
Mariana Baltar 1-2

Ensaios Temáticos

O papel de críticos, produtores e audiência na conformação de uma temática e de seu gênero: em análise o “recasamento” na série televisiva Tudo Novo de Novo PDF
Simone Maria Rocha 3-18
Crítica da Crítica: Arte da Existência e Projeção Teórica PDF
Pedro Plaza Pinto 19-32
A crítica cultural do jovem Glauber Rocha no Suplemento Dominical do Jornal do Brasil: impasses e estratégias adotados na chegada ao Rio de Janeiro PDF
Arlindo Rebechi Junior 33- 50
A crítica jornalística como mediação: um estudo da coluna Os melhores discos clássicos, de Herbert Caro, no Caderno de Sábado do Correio do Povo (1968-1980) PDF
Ana Laura Freitas, Cida Golin 51-65
Descascando o abacaxi carnavalesco da chanchada: a invenção de um gênero cinematográfico nacional. PDF
Rafael de Luna Freire 66-85
Fotografia, Memória e Arte. Sobras de Geraldo de Barros PDF
Sandra Maria Lúcia Pereira Gonçalves 86-115

Artigos de Temáticas Diversas

A mídia nas eleições presidenciais brasileiras: uma variável em mutação? PDF
Fernando Lattman-Weltman 116-129
Mais grave! Como as tecnologias midiáticas afetam as sensorialidades auditivas e os códigos sonoros contemporâneos PDF
Vinícius Andrade Pereira, José Claudio Castanheira 130-143
O jogo interativo na construção fílmica: Jean Rouch em três tempos PDF
Daniela Dumaresq 144-159
O Legado de Gorbman e seus críticos para os Estudos da Música no Cinema PDF
Suzana Reck Miranda 160-170
Da subserviência à subversão: Shakespeare no cinema silencioso PDF
Marcel Vieira Barreto Silva 171-187
Arquivo em cena: efeitos de aliança e confronto do sujeito-arquivista no discurso de “Brazil, o filme” PDF
Jonathan Raphael Bertassi da Silva, Lucília Maria Sousa Romão, Marco Antônio de Almeida 188-206
Martírio e autoridade na trama noticiosa do caso Tim Lopes PDF
Marcio de Souza Castilho 207- 221
Concepções de montagem em Sokúrov: A síntese com duas vertentes do cinema russo. PDF
Marcos Kahtalian 222-234
O Desejo e seus labirintos: Reflexões acerca do cinema contemporâneo PDF
Henrique Codato 235-248

Resenhas

Cinefilia, um romance de formação PDF
Pablo Gonçalo Pires de Campos Martins 249-255

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.

ISSN: 1414-7483

Fonte: http://www.uff.br/contracampo/index.php/revista/issue/view/5

Difusão pulverizada – em 2011 a Programadora Brasil atingiu um público de 500 mil

Com todos os problemas de projeção, motivados pelas precárias condições onde são exibidos os DVDs, a iniciativa da Programadora Brasil é um alento ao que se tem visto nesses 20 anos de renúncia fiscal nas políticas públicas para o cinema.

Segundo o último Informativo 41, publicado no dia 23/12/2011:

A Programadora Brasil alcançou em 19 de dezembro de 2011, a marca de 500.917 espectadores, em mais de 13 mil sessões informadas pelos pontos de exibição associados, localizados em mais de 830 cidades de todos os Estados do país. Mais de 300 destes municípios não possuem salas comerciais de exibição.

Em fevereiro de 2007, surgia a Programadora Brasil, um catálogo de filmes brasileiros organizados em DVDs, licenciados para exibição pública e consulta local, disponíveis para grupos de cinéfilos, prefeituras e suas secretarias, escolas e universidades, empresas, organizações sociais e muitos outros coletivos.

Com lançamentos anuais, o catálogo chega ao final de 2011 com 825 títulos, organizados em 255 programas (DVDs). Ao oferecer títulos da cinematografia brasileira numa mídia digital de baixo custo e de fácil armazenamento e transporte como o DVD, a Programadora Brasil dá a oportunidade para uma diversidade de coletivos e organizações constituírem acervos locais e tornarem-se pontos de exibição audiovisual. Espaços são reiventados para tornarem-se salas de cinema e desafios e limitações são vencidos para levar o cinema brasileiro ao público. Salas de aula e de treinamento, pátios, auditórios, galpões e até mesmo barcos estão sendo adaptados para as sessões.

Apesar da privada execução do projeto pela Cinemateca Brasileira, através da  Sociedade Amigos da Cinemateca, a iniciativa busca seguir as orientações das políticas públicas estabelecidas pela SAV/MINC como bem diz o informativo.